O regresso à labuta..

img_7770Olá maltinha!

Lembrei-me de vir aqui hoje para vos falar um pouco sobre o treino (diferente) que tive o mês passado (Outubro).

Desde que comecei com o acompanhamento online, sempre treinei com pesos e sem qualquer limite, ou seja, faço treino muscular com o peso que consigo suportar para fazer todas as repetições que o Ricardo me coloca no plano. Tento seguir tudo à regra e para ter sucesso, o segredo está no peso que colocas nas barras, máquinas, etc. VS amplitude na execução do exercicio.

Não me venham cá com histórias de “quanto mais melhor”.  Isso para mim são tretas e como sempre ouvi dizer, prioriza a qualidade à quantidade! Qual rambos, qual carapuça… 🙂 Não sou adepta de exageros! De que te adianta levantamento de muito peso quando depois só consegues fazer 5 das 10-12 repetições que te competem fazer? Como gosto de dizer, coloca menos para teres mais, ou seja, menos peso para melhores resultados. Mas para isto não basta apenas baixar a carga, tens que compensar com a execucão do exercicio na perfeição. Se a amplitude estiver perfeita, os resultados aparecerão sem precisares de levantar 100Kg. – nem 50kg, quanto mais…:)

Ora, este pequeno resumo apenas para partilhar que o mês passado fiz as coisas de forma diferente. Como estive mais de um mês parada, o regresso não podia ser a “rasgar” ainda que fosse essa a minha vontade, mas isso não seria bom para mim nem para o meu corpo e para mais não considero que faça algum bem. Começar com calma e então a partir daí “partir para a guerra”. O corpo tem o seu tempo de recuperação e como o Ricardo me disse uma vez, os músculos têm memória muscular, o que quer dizer que quando voltas aos treinos os progressos chegam mais rapidamente até ao ponto onde estávamos anteriormente do que se estivesses a começar uma vida de ginásio pela primeira vez. É fantástico, não acham? E hoje, 1 mês após ter começado a treinar novamente, concordo a 100%.

Ora, então sobre treinos…foi um mês sem pesos. O único peso que tinha era o do meu corpo (e olhem que conseguem bons resultados também) e uma carga reduzida quando fazia algumas máquinas. Claro que uma coisa não substitui a outra, mas não teres pesos (de ginásio, diga-se) não te impede de treinar.

Tive treinos 6 dias por semana e eram intercalados com treino de abdominais e cardio, ou seja, um dia era treino muscular, no outro abs e cardio, no seguinte muscular e depois abs e cardio e por aí. Apenas ao domingo, tinha treino HIIT para abrir a pestana. Enquanto a vizinhança se preparava para ir à missa (povo  muito católico neste país, ok?!), já estava eu montada na bike a pedalar quem nem uma louca…

Alguns dos exercicos que fiz sem pesos foram, Lunges, step ups, air squats, calf raises, hip trust no TRX, isometric bridges, leg curls, hip raises na swiss ball (à venda em qualquer loja de desporto) e nas máquinas, leg press com uma e duas pernas, leg extension, aductor e abductor machine, kick backs e hip raise na smith machine.

img_7771

Ok, eu sei..tudo nomes “bonitos” e estranhos mas sinceramente não sei o nome deles em português. Se forem ao google, basta escreverem os nomes e as imagens saltam logo. De qualquer forma, ao fim de um tempo já os sabes de cor… 🙂

E estes foram alguns dos exercicios da parte muscular, a parte abdominal fiz abdominais normais sem necessitar de qualquer peso, foram séries de 4 a 5 exercicios seguidos com 20 repetições ou até ao esgotamento e descansos de 60 seg.

O cardio, foram 30 minutos de bicicleta numa velocidade jeitosa e o HIIT, foram 10 tiros a bombar como se não houvesse amanhã. Se é para queimar é para queimar. Ainda para mais estou num plano de ganho de massa magra (ganho de músculo), e ando a comer a triplicar (A-D-O-R-O), ou a enfardar como preferirem, e como tal tenho de compensar com um pouco de cardio para evitar gorduras indesejáveis…heheheh

E foi isto malta, agora novo mês a começar, novos planos já traçados e já comecei ontem a 100%, porque o mês da boa vida acabou e agora vou-me agarrar aos pesos com convicção e continuar no caminho que escolhi à um ano atrás.

Pois é…1 ano que comecei a minha consultoria online com o Ricardo – XTRAFIT, 1 ano de muitas mudanças alimentares, hábitos, estilo de vida..tudo mudou para melhor, acreditem e por isso ADORO cada vez mais o que faço, o que como e como me sinto realizada.

‘Bora lá para a luta, porque se fosse fácil não seria tão desafiante!

Beijos e Abraços

Sigam-me no INSTAGRAM: joaninha.ie_fit

Meu Coach online: Xtrafit

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s